5 passos para melhorar a segurança alimentar

Pare os recalls antes mesmo que comecem

A cada ano, aproximadamente 48 milhões de americanos ficam doentes por causa de alimentos contaminados.

Demandas de consumidores mais diversificadas e uma maior concorrência levaram os fabricantes de alimentos e bebidas a diversificar suas ofertas mais do que nunca – e isso levou a uma maior complexidade nos seus processos de produção e cadeias de fornecimento.

Portanto, é imperativo que os produtores de alimentos e bebidas sejam pró-ativos quando identificam e resolvem problemas que levam a recalls e contaminação de produtos.

Uma abordagem única em toda a empresa que envolva automação e tecnologias capacitadas por informações pode ajudá-lo a tratar a segurança alimentar nas suas operações ao mesmo tempo em que aumenta a produtividade.

Ela envolve cinco passos-chave:

1. Conecte-se

A empresa conectada (ou Connected Enterprise) é um conceito que trata da conectividade e colaboração ilimitada entre as muitas pessoas, processos e tecnologias que têm impacto sobre a segurança e a qualidade do produto.

A transição para uma empresa conectada envolve primeiramente convergir seus sistemas de tecnologia de operações (TO) e tecnologia da informação (TI) em uma única arquitetura de rede unificada.

A partir daí, você pode implementar tecnologias como plataformas móveis, computação na nuvem e Ethernet que podem ajudar a melhorar a visibilidade dos processos relacionados a segurança e qualidade.

2. Proteja suas redes

A segurança na rede tem impacto direto sobre a segurança e qualidade dos alimentos.

Uma abordagem de segurança tipo Defesa em… leia mais

Compartilhe esta publicação:

Seja o primeiro a comentar “5 passos para melhorar a segurança alimentar”